O conflito que acontece na Ucrânia com a invasão das tropas russas está causando um grande impacto nos estúdios de vídeo game. E logo após a manifestação da desenvolvedora ucraniana, a GSC Game World, outras empresas também se posicionaram acerca do assunto.

A Eletronic Arts (EA) fez um comunicado oficial em seu site, publicando uma nota em que ela diz está ‘chocada com o conflito’ e pedindo ‘por paz e pelo fim da invasão’. O comunicado ainda diz que a EA se solidariza com o povo da Ucrânia e torce para que todos fiquem seguros. Além disso, a empresa avisou que vai parar de vender seus produtos na Rússia e na Bielorrússia até que seus ataques parem, incluindo também a suspensão de microtransações em seus jogos já lançados.

Outras companhias também se manifestaram e a Pokemon Company disse que está ‘com as crianças e famílias da Ucrânia’ e que doou 200 mil dólares para a instituição Global Giving, que está prestando ajuda humanitária atualmente no conflito. A Remedy, desenvolvedora finlandesa, criadora de Allan Wake e Control, comunicou que apoia a Ucrânia e que está tentando ajudar seus funcionários ucranianos e suas famílias, e que doou 50 mil euros para a organização Cruz Vermelha, que está ajudando no conflito e falaram mais: “Nós também estamos dando suporte aos nossos funcionários russos, que estão chocados com essa guerra brutal. Não culpem aqueles que não são responsáveis.”

A empresa polonesa CD Project Red, criadora de The Witcher e Cyberpunk 2077, também interrompeu a venda de seus jogos na Rússia e Bielorrússia tanto nas versões físicas como digitais de seus jogos e declarou apoio a Ucrânia.

Ainda que nós não sejamos uma entidade política capaz de influenciar questões de estado e nós não aspiramos ser uma, nós acreditamos que entidades comerciais quando unidas, tem o poder de inspirar mudança global nos corações e mentes das pessoas comuns.”

Eles reforçam também que jogadores individuais russos não têm nada a ver com a invasão, apesar de eles serem impactados pela decisão. O estúdio sueco Avalanche Studios, de Just Cause, disse que condena fortemente a invasão da Ucrânia e que entre as 44 nacionalidades que há compõem como estúdio, eles apoiam seus funcionários ucranianos. Eles fizeram também uma doação para o Alto Comissariado das Nações Unidas para os refugiados.

A invasão da Rússia a Ucrânia já chega no seu décimo terceiro dia desse conflito e a Rússia boicotou a audiência que discutirá a guerra na Corte Internacional de justiça da ONU, em Haia. Então ainda não há previsão de quando esses conflitos irão cessar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui