Chernobylite | Sobrevivendo na cidade fantasma

Compartilhe isso!

O desastre de Chernobyl é o maior acidente nuclear de todos os tempos e aconteceu entre os dias 25 e 26 de abril de 1986 na Ucrânia, acertando em cheio a pequena cidade de Pripyat. Graças a uma série de falhas em relação as operações com um reator nuclear de uma grande usina, uma grande explosão aconteceu espalhando altos níveis de radiação por todos os lados. Foram muitas mortes causadas direta e indiretamente, segundo a ONU contando com as pessoas afetadas até os dias de hoje pela radiação daquele reator, são aproximadamente de 9 mil à 16 mil devido a contaminação em toda Europa.

Mesmo já tendo passado 35 anos após o acidente, Pripyat ainda possui diversos pontos tomados por radiação… Por conta disso, lá está totalmente abandonada e é até chamada como cidade fantasma. Isso tudo aconteceu de verdade, e diversas produções com finalidade de entretenimento já se aproveitaram do ocorrido para criar filmes, séries, livros e claro, games.

Chernobylite-00-Avance-Games

A fidelidade de Chernobylite

Chernobylite inicialmente foi criado como uma espécie de documentário virtual que visava reproduzir áreas de onde a tragédia aconteceu em versão digital através de escaneamento 3D. No meio do processo surgiu a ideia de usar essas áreas em um jogo, a equipe abriu uma campanha de financiamento coletivo no Kickstarter, onde arrecadou mais do que o suficiente para que o game se tornasse real. Em 2019 o jogo foi lançado em acesso antecipado apenas para PC, onde os jogadores puderam ir experimentando o game até ele chegar em sua versão final.

2 anos após seu período de testes, Chernobylite está pronto. E melhor ainda, está chegando para os consoles. Eu já joguei essa versão de consoles, e vou te dizer aqui se o game cumpriu sua proposta.

A história de Chernobylite segue a perspectiva do ex-físico Igor Khymynyuk, que trabalhava na usina nuclear na época da explosão. E após 30 anos retorna à Pripyat para buscar informações sobre o desaparecimento de sua noiva, Tatiana, e procurar evidências que desvendem a verdade por trás dos eventos em Chernobyl.

Chernobylite-01-Avance-Games

Entendendo Chernobylite

A principio, o game parece ser bem similar em temática e ambientação a jogos como STALKER ou Metro, mas ele entrega elementos próprios que o difere, e que fazem ele brilhar sozinho. O jogo é em primeira pessoa, e trás elementos de sobrevivência, futilidade e também ação onde são enfrentados soldados da organização militar conhecida como NAR, além de monstros de outra dimensão que surgiram com a abertura de portais após o acidente nuclear.

Igor possui uma arma, criada por ele mesmo. Que com a ajuda de uma pedra de Chernobylita (material que surgiu com a explosão da usina nuclear), dessa maneira ele consegue abrir portais para se teletransportar para qualquer lugar. Claro, esses materiais em formatos de pedras também são responsáveis por cada monstro que está em Pripyat. Além de um vilão, chamado de STALKER Sombrio, que assim como Igor, também consegue viajar entre os portais.

É possível ver com clareza ao jogar Chernobylite, a atenção que tiveram para criar todo o contexto onde o jogo está inserido. Bons e curtos diálogos conseguem criar uma relação do jogador aos personagens secundários em poucas horas de gameplay, e que fazem a história ser um grande destaque aqui. E isso é muito interessante, se a gente levar em conta que Chernobylite inicialmente nem seria um game.

Para completar, sua narrativa não é exatamente linear. Por meio de decisões dentro do game, a história pode mudar conforme sua progressão. Algumas dessas escolhas realmente fazem diferença, adequando-se à maneira de jogar. Por exemplo, se em determinado momento você vai se entregar para o NAR na tentava de se infiltrar em sua base militar afim de roubar informações, ou se vai fugir atirando em todos os soldados que estiverem na sua frente. Isso é algo que realmente influencia e altera a experiência de cada jogador.

Já outras decisões não causam mudanças tão significativas assim, digo. Em alguns momentos você pode escolher algo que desagrade algum dos seus companheiros, e isso pode atrasar algumas questões relacionadas à história, mas mais para frente, de alguma maneira aquilo ainda vai acontecer para que a narrativa prossiga.

Chernobylite-02-Avance-Games

Um sistema muito interessante, é o de você conseguir alterar essas escolhas dentro daquela dimensão da Chernobylita. Esse ato é incentivado pelo próprio jogo e você pode fazer isso sempre que morre para alguma das criaturas. Louco isso, não é? Você não precisa voltar o save após ter feito uma escolha ruim. Por meio das suas memórias é possível mudar o rumo da história durante o andamento da mesma. Mas é claro, isso tem um custo.

E caso você seja detido em combates contra soldados do NAR, você sempre é levado para a prisão e tem seus itens confiscados. Onde é necessário escapar, recuperar seus equipamentos e voltar para sua base.

Comum em jogos com maior foco em sobrevivência, aqui em Chernobylite, você também precisa gerenciar recursos e cuidar da sua base. É necessário cuidar da saúde mental e física dos seus aliados, seja iluminando a base para ficar mais agradável, dando medicamentos, dormitórios, diminuindo a radiação do ambiente, a qualidade do ar, melhorando suas armas e até mesmo tomando decisões na história que os agradem ou não.

Essas decisões durante o decorrer do game, em muitas vezes não parecem influenciar tanto, porém na última missão, onde a ajuda de cada um da sua equipe terá um papel importante para finalizá-la, as suas escolhas são colocadas a prova e é nesse momento que você sente as principais diferenças.

Também existem outras menores, mas igualmente interessantes. Por exemplo, em determinado ponto da história encontrei um soldado inimigo ferido após lutar contra uma criatura. Conversei com ele, e decidi ajudar dando um kit médico. Algumas horas depois, fracassei em uma missão e acabei indo para a prisão, dessa vez o soldado que ajudei voltou para abrir a cela para facilitar minha fuga.

Ou então em uma das missões onde você está encurralado pela NAR, e precisa decidir se vai se entregar ou fugir. O efeito nesse caso é mais direto, sendo que feita a escolha de fugir, uma sequencia de perseguição e ação é iniciada e caso você se entregue, um breve interrogatório acontecerá com Igor. Onde ele descobre alguns detalhes sobre a narrativa e no fim, claro, precisa fugir da prisão.

Chernobylite-04-Avance-Games

Enquanto você explora a cidade em seus pequenos mapas semi abertos, informações são coletadas ao encontrar computadores ou papeis em locais específicos que te ajudam a concluir os quadros de investigação que existem dentro do seu quarto, lá você faz uma simulação com um óculos de realidade virtual, e com isso vai aos poucos construído a história. A quantidade de informações que você encontrar, também vai ditar quem da sua equipe vai continuar com você ou não na missão final.

Ainda sobre sua equipe, algo interessante é a possibilidade de enviar cada um deles para completar missões secundárias para você. É necessário avaliar se seu amigo possui bons equipamentos, se está com uma boa saúde mental e física, além do relacionamento entre ele e você. Se está bom ou ruim. Isso tudo vai influenciar se seu amigo terá sucesso em completar a missão. Eu achei isso muito bacana, praticamente todas as missões secundárias para encontrar comida, remédios e munições foram feitas por meus aliados, enquanto eu estive focado nas principais. Caso aconteça de algum aliado não conseguir completar alguma missão, você vai precisar gastar alguma coisa para recuperar seu HP, sua pisque, ou então limpar seu corpo da radiação.

No geral, o jogo faz com competência tudo o que propõe. E isso é ótimo, o jogo é bastante satisfatório e se você gostou de tudo o que falei até aqui, é muito provável que Chernobilyte seja para você. Mas, é comum hoje em dia os jogos vierem com muitos problemas relacionados a bugs e performance, e infelizmente Chernobylite está nesse meio.

Joguei ele em um Xbox One S, e os travamentos e quedas de performance são constantes. Em diversos momentos fui prejudicado em congelamentos da tela. Na maior parte do game eu optei em resolver tudo furtivamente, mas quando aconteceu de rolar algum tiroteio, era certo que algum travamento ia me atrapalhar. É bastante desanimador e cheguei até a pensar em parar de jogar e esperar sair alguma atualização.

Chernobylite-05-Avance-Games

As quedas de framerate também são um grande obstáculo aqui. Em qualquer estilo de jogo isso é um incômodo grande, porém para jogos em primeira pessoa, acaba sendo uma experiência ainda pior do que o normal. Eu amo games com essa visão, e não tenho problema nenhum com eles, mas com essas quedas de fps constantes em Chernobilyte eu devo ter sentido enjoos umas duas ou três vezes durante a campanha, e tive que dar aquela pausa pra recuperar.

Acredito que para quem já está na nova geração, esses erros sejam amenizados, porém caso você esteja em um Playstation 4 ou Xbox One, acredito que o ideal seja aguardar por atualizações. Comigo não aconteceu, porém muitos jogadores estão reclamando também da perda de saves. Então, é bom ficar de olho em outros feedbacks por aí.

Chernobylite é um game bonito, com visuais de cenários realmente incríveis até mesmo rodando no Xbox One, mas esse mesmo cuidado com os cenários não foi totalmente repassado para a maioria dos personagens secundários no game. Alguns modelos são realmente muito feios, e é quase impossível de não te tirar da imersão.

Outro ponto que me incomodou um pouco, é a sensibilidade da movimentação da câmera, mesmo indo nas opções e aumentando. Fica uma sensação estranha, como se o personagem estivesse mais lento. Fiquei pensando que isso talvez fosse para deixar o gameplay mais “realista”, para que a gente sentisse o peso do personagem andando ou algo do tipo, mas se foi intencional… eu definitivamente me senti incomodado do que imerso.

Apesar de fazer lá um sentido você enfrentar soldados com visuais iguais, acredito que uma maior variação de inimigos humanos e de criaturas cairia muito bem, e não só no aspecto visual. Mas também para ter mais maneiras diferentes de abordagem de inimigos. Na maior parte do jogo você resolve tudo da mesma forma, e pode até ficar um tanto repetitivo para alguns.

Chernobylite-06-Avance-Games

O Stalker Sombrio, o vilão do jogo, funciona como o Nêmeses do Resident Evil 3 aparecendo em momentos randômicos para te perseguir e atrapalhar seu progresso. Isso funciona bem, até na segunda ou terceira vez que você topa de frente com ele. Após isso, é fácil entender seus movimentos, e o Stalker Sombrio acaba sendo um elemento mais irritante do que emocionante para a experiência do game.

Na luta final, eles até tentaram dar uma leve alterada na maneira como ele surge, e seus ataques. Porém ainda é bastante insuficiente. Nada que vá fazer você repensar sua maneira de jogar para solucionar o combate, e acaba sendo tudo meio simples.

Chernobylite me surpreendeu muito em diversos aspectos. Sua história, personagens e mundo me prenderam até o os últimos minutos. A desenvolvedora The Farm 51, fez um trabalho soberbo nos gráficos e na recriação de Pripyat, e como suas mecânicas de sobrevivência e gerenciamento funcionam de maneira satisfatória em prol de um bom gameplay. Tudo isso com uma narrativa modular, que trará para cada jogador uma experiência diferente em cada escolha tomada. Para fãs de jogos como Stalker e Metro, Chernobylite torna-se algo essencial. É um game que com certeza você vai gostar, e precisa jogar.

É uma pena essa recomendação vir com tantas ressalvas graças aos seus problemas de performance, que justamente atrapalham diretamente na jogatina e que acabam tirando um pouco do brilho do game. Felizmente, isso ainda pode ser corrigido futuramente, então a única coisa que nos resta é aguardar.

Clique aqui e saiba mais sobre as mais recentes novidades dos games!

Então, não se esqueça de se inscrever no nosso canal do Youtube, seguir nosso Instagram e curtir nossa página no Facebook


Compartilhe isso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

x