Shonda-Rhimes-Bridgerton-Avance-Games

Bridgerton está de volta ao Netflix. Apresentando novas emoções, a Temporada 2 apresenta também novos protagonistas. Aproveitando a tour de divulgação da série, a produtora executiva Shonda Rhimes aproveitou para comentar sobre o segundo ano do projeto, em em especial, sobre a representatividade na série.

A nova season de Bridgerton adapta mais queridas dos livros de Julia Quinn, The Viscount Who Loved Me. Na versão da série, a trama tem em grande parte como protagonistas Kate (Simone Ashley) e sua irmã mais nova Edwina Sharma (Charithra Chandran), vieram da Índia para a Inglaterra. Em entrevista, Shonda comentou um pouco das decisões criativas da produção, primeiro respondendo as acusações de não ser “fiel”:

A ideia criamos uma um mundo irreal, e que criamos sociedades falsas, onde nem todo mundo se parece de um certo jeito, me soa equivocada. E também é um apagamento. Nós simplesmente não estamos interessados ​​em apagar ninguém da história, nunca […]. Quando você está assistindo televisão, você deve ver pessoas que se parecem com você.

Em seguida, ela comenta especificamente o porque fazer da protagonista, Kate Sharma, uma mulher indiana:

Fazer os Sharmas de descendência do sul da Ásia foi, na verdade, uma escolha muito simples. Eu queria espelhar na série o mundo em que vivemos da forma mais tridimensional possível. Me pareceu que mulheres do sul da Ásia com pele mais escura ainda não tinham representatividade autêntica e verdadeira nesse tipo de produção. Senti que era hora de melhorar isso.

Rhimes continua comentando sobre como a representatividade foi além da cor de pele, impactando o texto série:

E não era só eu. Toda a equipe criativa estava empolgada e envolvida com essa ideia desde o início. E a ideia de que eles são de outra cultura, nós tecemos isso na história de uma maneira maravilhosa para reforçar a ideia de que os próprios valores ingleses de nossos personagens não são necessariamente os únicos valores que valem a pena ter. Isso se reflete na reação de Kate ao chá inglês – mas, na verdade, é uma maneira muito importante de garantir que estamos incluindo o mundo nisso.
A Netflix tem uma audiência global. Nosso público é o mundo, literalmente. Eu queria ter certeza de que se você está assistindo Bridgerton de outro país, não vai pensar: “Bem, essa série não tem nada a ver comigo.” Bem, absolutamente tem algo a ver com você. A humanidade em cada personagem deve parecer universal.

Todos os 8 episódios da Temporada 2 de Bridgerton já estão disponíveis no Netflix, incluindo as opções legendado e dublado em português do Brasil.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui